Notícias

15 de março DE 2021

Procura pela Educação de Jovens e Adultos à distância aumenta em 300%

Modalidade implantada pela Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc) em agosto de 2019 facilita a conclusão do Ensino Médio. Pelo menos 80% da carga horária é realizada remotamente

“Voltei a estudar e melhorou até os pensamentos. Sou separado e estava sozinho. Melhorou a minha vida. Os professores são ‘gente boa’, vou sentir falta de estar junto com eles, de interagir”, diz o motorista Emivaldo Batista Alves, de 50 anos. Ele integra a primeira turma do programa Educação de Jovens e Adultos na modalidade de ensino à distância (EJA-TEC), criado em 2019 pela Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), com o objetivo de oferecer a maiores de 18 anos que trabalham a oportunidade de concluir o Ensino Médio.

Desde a criação, o projeto apresentou crescimento expressivo. Em agosto de 2019, a modalidade teve 474 matriculados. Já no primeiro semestre de 2020, registrou 1096, e no segundo, saltou para 1949 estudantes. Ou seja, da primeira para a última turma houve uma expansão do ensino à distância em 311%.

A secretária de Estado da Educação de Goiás, Fátima Gavioli, diz que o projeto foi pensado antes da pandemia, mas sua metodologia, atualmente, é repetida em quase todo mundo, uma vez que promove a inclusão do aluno que não pôde estudar no momento certo. “Traz oportunidade para que a pessoa possa estudar indo à escola uma ou duas vezes por semana, mas fazendo todas as atividades de forma remota”, destaca. E ela continua: “O EJA-TEC representa a universalização do Ensino Médio no nosso Estado”, conclui.

No Jornal do Consed você tem acesso à matéria na íntegra

Termos de uso e política de privacidade