Notícias

19 de ABRIL DE 2021

Podcast Trabalho e Juventudes | Episódio 4 – A EPT vista pelos gestores públicos

Último episódio da série fala sobre a importância dos gestores públicos para o fortalecimento da EPT

Ao longo da série Podcast Trabalho e Juventudes, uma iniciativa do Itaú Educação e Trabalho, com produção da Kerovi Podcasts, mostramos os pilares para a implementação da educação profissional e tecnológica no Brasil. No quarto e último episódio da série, intitulada Educação Profissional e Tecnológica vista pelos gestores públicos, falamos da importância dos gestores e das políticas públicas para que o quinto itinerário formativo seja implementado com robustez e expandido com qualidade.

O que está na pauta de discussão é a importância de assegurar a implementação da Educação Profissional e Tecnológica, e há diversas formas de promover políticas públicas nessa direção, mas é preciso uma articulação entre governos, parlamento e a sociedade civil, com um arcabouço jurídico que garanta a expansão dessa agenda.

O que os gestores públicos e o país ganham com isso? Geração de emprego e renda, fortalecimento do empreendedorismo, jovens mais bem informados, escolas mais atrativas, menor evasão escolar e um legado de reconhecimento.

Aléssio Trindade, então Secretário de Educação da Paraíba à época da viabilização da agenda, conta como foi a implementação da formação técnica no Estado. “Na Paraíba, nós fizemos a expansão de nenhuma escola técnica para 100 espalhadas no estado, em cinco anos. Foram escolas técnicas integrais dentro de um projeto com foco no aluno, na tecnologia e nas competências do Século XXI”, reforça.

Assegurar uma boa implementação das leis é fundamental para que as escolas que funcionem em um novo modelo possam continuar existindo, ampliando e qualificando à sua oferta.

O professor Almerio Melquiades de Araujo, Coordenador do Ensino Médio do Centro Paula Souza, em São Paulo, conta como foi a implementação do quinto itinerário iniciado em 2018. “Começamos com um conjunto de cursos, cinco ou seis em umas 20 Escolas Técnicas Estaduais, e deu muito certo. Em 2020, oferecemos algo em torno de sete mil vagas e, para 2021, provavelmente vamos oferecer aproximadamente 25 mil vagas dentro desse Novo Ensino Médio”, comemora.

A jovem Vitoria Rosa Durelo, que fez curso técnico em Gestão de Política Públicas em São Paulo, fala do valor desse aprendizado em sua vida. “É um sistema de ensino totalmente diferente do ensino médio regular, você tem uma noção maior de mercado de trabalho, da vida adulta. Para mim, fez toda a diferença ter tido essa experiência para formar a pessoa e a profissional que sou hoje. Sempre vou ser muito defensora da educação profissional e tecnológica”.

Quer saber mais sobre o tema? Ouça o quarto episódio Trabalho e Juventudes | Podcast no Spotify

Perdeu a série e quer rever? O Podcast Trabalho e Juventudes está disponível no Spotify e na plataforma Libsyn.

Termos de uso e política de privacidade