Notícias

19 de JULHO DE 2021

Exemplo que inspira: programa Primeira Chance integra jovens da Paraíba ao mundo do trabalho

Iniciativa permite que escolas estaduais firmem parceria com empresas locais para desenvolver e empregar jovens

O Primeira Chance iniciou em 2019, a partir do incentivo da Secretaria da Educação e da Ciência e Tecnologia da Paraíba para que as chamadas ECITs (Escola Cidadã Integral Técnica) estabelecessem parcerias com as empresas locais. É a partir desse programa que as escolas que ofertam o ensino médio com cursos técnicos integrados estão inserindo os jovens no universo produtivo e empreendedor.  

As ações já acontecem durante o primeiro e segundo ano, quando os estudantes realizam visitas técnicas e assistem palestras, entre outras atividades. Mas é no terceiro ano, com a disciplina Empresa Pedagógica, que os alunos resolvem problemas reais das corporações e podem, a seguir, escolher entre produzir um TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) ou realizar o estágio nas empresas parceiras.

Atualmente, 150 empresas participam do projeto. Após a seleção dos jovens, a empresa assina um termo de cooperação, arca com o vale-transporte e com o seguro de vida, enquanto o governo estadual paga a bolsa do estágio para uma atuação de quatro horas ao dia, de segunda a sexta. Ao mesmo tempo, há uma mentoria quinzenal de acompanhamento do desenvolvimento do aluno por um professor.

A química Rosimeri Barboza de Abreu, proprietária de uma empresa de cosméticos sediada em Bayeux (PB), deu oportunidade para duas alunas estagiarem, das quais uma já foi admitida. "É de crucial importância a ligação entre empresas e Estado para proporcionar experiências do mundo do trabalho e o início da vida profissional. As empresas poderiam abrir mais seus espaços para receber alunos. Todo mundo ganha com isso. O Estado, a empresa, o estudante”, relata Rosimeri. Ela reforça que os professores ajudaram na identificação dos alunos para o estágio e que o Primeira Chance tem o ponto positivo de dividir os custos com as empresas, o que favorece microempresas como a dela, hoje com sete funcionários.

Em 2021 o programa vai oferecer 670 bolsas, que variam entre R$ 300,00 e R$ 1.000,00, a depender do edital. Os estágios serão ampliados para mais 24 municípios da Paraíba, totalizando 46 cidades, com oportunidades disponibilizadas em 68 escolas da Rede Estadual de Ensino.

Acesse detalhes sobre o programa, editais e demais informações no site http://primeirachance.seect.pb.gov.br/editais.html  

Termos de uso e política de privacidade