Notícias

12 de JULHO DE 2021

Ao Metrópoles, Ana Inoue fala sobre as perspectivas de futuro para a formação profissional dos jovens com o Novo Ensino Médio

Superintendente do Itaú Educação e Trabalho chama atenção para a importância de se investir na formação das juventudes e como a articulação com o setor produtivo é fundamental para expandir a oferta da EPT

A importância da Educação Profissional e Tecnológica (EPT) e como o novo ensino médio pode desenvolver e ampliar a empregabilidade da juventude brasileira, é tema de reportagem do portal Metrópoles. O veículo ouviu especialistas em educação, entre os quais, Ana Inoue, superintendente do Itaú Educação e Trabalho; Maria Helena Guimarães, presidente do Conselho Nacional de Educação (CNE); Wisley Pereira, gerente-executivo de Educação Básica do Sesi; e Gustavo Leal, diretor de Operações do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Ana Inoue analisa o fato de o país, por décadas, não enxergar a educação profissional como investimento educacional estratégico para a formação dos jovens para o mundo do trabalho e para o desenvolvimento social e econômico do país. E que, apesar de haver ofertas de ações pontuais, o Brasil ainda precisa investir e aprimorar a articulação da educação com as demandas e necessidades atuais do setor produtivo brasileiro e com as transformações do mundo do trabalho.

No que se refere a proposta sobre a formação do jovem para o mundo do trabalho, a superintendente do Itaú Educação e Trabalho também cita exemplos de países que ampliaram a oferta de formação profissional e a cooperação com o setor produtivo com bons resultados, e ressalta que “estamos em um momento singular para o jovem onde há muitas mudanças e discussões sobre a escolha de cursos técnicos mais assertivos”.

A reportagem, que integra uma série de matérias especiais sobre educação a serem publicadas ao longo do mês de julho, também aborda aspectos como o fato de o ensino médio vigente buscar somente capacitar estudantes a ingressarem na universidade, a reformulação no ensino médio inicialmente pensada para estancar a evasão, a queda nos índices de aprendizagem e o que é preciso ser feito para promover mudanças efetivas no ensino médio brasileiro.

Leia, participe e ajude a enriquecer esse importante debate.

Termos de uso e política de privacidade