Eventos

10 de maio DE 2021

Educação é tema de debate virtual do Valor Econômico

Live comemorativa ao aniversário dos 21 anos do jornal debateu o futuro e os desafios da Educação no Brasil

No dia 04 de maio, às 11h, a Live do Valor debateu “O futuro da educação e os desafios da educação após a pandemia”. Conduzida pelo jornalista Cristiano Romero, diretor adjunto e colunista do Valor, a transmissão contou com as presenças de Ludmila da Silva Hastenreiter, fundadora e diretora-executiva da Empoderamento Contábil; Naercio Menezes Filho, professor titular da Cátedra Ruth Cardoso no Insper e professor associado da FEA/USP; e Claudio Haddad, presidente do Conselho Deliberativo do Insper.

Com formações e experiências distintas, uma constatação foi comum a todos: é preciso igualar e melhorar as oportunidades de acesso à Educação, reduzindo as desigualdades e melhorando as condições de vida das crianças desde o início da jornada estudantil. Assim como é preciso mapear as dificuldades e articular políticas públicas com foco na inclusão educacional, gerindo os recursos públicos em torno de políticas assertivas que aproveitem experiências exitosas.

Para Ludmila, fundadora da Empoderamento Contábil, startup criada para promover a voz feminina no empreendedorismo e nas corporações, falar de empoderamento contábil é falar da experiência de vida dela e da mãe empreendedora. “Filha de mulher negra, sacoleira e moradora da periferia do Rio de Janeiro, durante mais de dez eu saía da periferia do Rio para trabalhar e estudar em locais nobres da cidade. E, durante a faculdade, parte dela cursada em instituição privada como bolsista, houve momentos em que deixei de ir à aula porque não tinha o dinheiro para o transporte público.”

Professor titular da Cátedra Ruth Cardoso no Insper, Naercio Menezes Filho salienta que o país avançou nas últimas três décadas com programas como o Bolsa Família, a instituição do SUS e a inclusão educacional. Porém lembra que a pandemia deixou milhares de estudantes fora da escola. “É preciso avaliar o impacto da pandemia e pensar em políticas públicas para recuperar o aprendizado e a saúde mental de crianças em todas as faixas de renda. Se não conseguirmos pensar em políticas para o 2º semestre e o próximo ano, podemos regredir nos progressos que tivemos.”

Claudio Haddad, presidente do conselho deliberativo do Insper, chama atenção para o problema das lideranças. O País, segundo ele, precisa ter líderes que considerem a educação algo importante e que a torne política de Estado. “Educação é algo de longo prazo e precisa de consistência”, reforça.

Acesse a Live do Valor e ouça o debate.

Termos de uso e política de privacidade